admin

About Priscila Bellizzi

This author has not yet filled in any details.
So far Priscila Bellizzi has created 11 blog entries.

Não é Não!

nao e nao carnaval

O melhor da festa é o posicionamento dos pares e o melhor do figurino é o respeito.

Fevereiro chega e com ele a festa mais esperada do ano: o carnaval, quatro dias de muita festa, foliões pelas ruas atrás de blocos e muita curtição, mas será que todos estão realmente curtindo este clima? Este ano um coletivo feminino vai as ruas a fim de aumentar o posicionamento das mulheres frente a investidas desrespeitosas de alguns homens que ao se aproximar de seus possíveis pares acabam comprometendo o ritmo do bloco por não respeitar o posicionamento feminino. A campanha “Não é Não”, que uniu mulheres na produção e distribuição de tatuagens temporárias mas com uma mensagem real e atemporal com o objetivo de abrir o verbo e expor o que acontece na festa e que não agrada a todos. A mensagem tatuada no corpo das mulheres “Não é Não” tem por objetivo aumentar o posicionamento contra o assédio no carnaval. Pode ser o momento de se fantasiar, aproveitar, paquerar, mas o respeito não pode deixar de estar presente no figurino! O responsável pela alegria e o bom convívio em qualquer mês do ano, é o respeito.

A motivação desta campanha foi o aumento de 88% dos casos de violência sexual contra mulheres registrados pela Central de Atendimento à Mulher (Disque 180), no carnaval de 2017. Uma das iniciativas deste ano é a criação do site aconteceunocarnaval.org, neste site mulheres poderão contar se passaram por algum assédio no carnaval, com estes relatos as quatro organizações sociais que estão a frente da iniciativa, terão base para levar a conhecimento do Poder Público, este capaz de implantar políticas de prevenção e combate à cultura de assédio no carnaval.

A Sororidade é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. O posicionamento da campanha “Não é Não”, fortalece o discurso que juntas somos mais fortes. Enquanto uma sofrer calada não é possível ajudar, agora se uma sofrer e falar teremos como revolucionar.

Artigo publicado por Priscila Bellizzi no site https://www.administradores.com.br/artigos/cotidiano/nao-e-nao/109218/ em 10.02.18

 

By |10/02/2018|Ultimos artigos|0 Comments

E possível viver sem emoção?

A tecnologia a serviço de nossas emoções. A era disruptiva e nossa chance de experienciar o novo sem lamentações.

Sim, a pergunta que não quer calar é está. Você se permite viver emoções ou tenta evitar demonstrar alegria, tristeza, surpresa, raiva, medo, nojo…? Se você é do time que tenta anestesiar suas emoções, esqueça você não vai conseguir e vai viver frustrada(o) por não conseguir realizar está façanha, sabe por que?

Mais sorte no próximo emprego

Quem nunca teve que recomeçar? O desafio deste momento tão único é comparado com a ansiedade e nervosismo de abrir as cortinas para um novo show começar, este que ninguém conhece o protagonista, muitas vezes nem o próprio se conhece. Quais são seus dons, talentos, o que fazer, qual a motivação seguir, com quem posso contar, onde será este novo show, em quanto tempo estarei pronta(o) para algo novo, de que forma irei conduzir e quanto irá custar para levar ao conhecimento do grande público? E quem será este público?

Como lidar com pessoas resistentes

A resistência a mudança é o fator que mais impacta as relações interpessoais de uma forma geral, do ambiente familiar a sua empresa. Quem não passou pelo dia em que chegou em casa e o marido e/ou esposa noticiou a família: vou começar a reforma na casa e por esta razão a rotina será alterada e todos terão que contribuir se sacrificando um pouquinho. Ou então há aqueles que ao chegar ao trabalho recebem a notícia de que sua empresa acaba de realizar uma fusão com um grupo maior, esta irá contribuir com o crescimento e desenvolvimento da empresa e em conseqüência deste fato em poucos dias sua área deixará de existir ou ainda em uma proporção menor, sua empresa resolve implantar uma nova plataforma de contatos para melhorar a qualidade do trabalho e você terá que se adaptar a nova ferramenta e em alguns dias você receberá treinamento para adaptação a esta nova plataforma. E você como reage?

By |01/11/2014|Ultimos artigos|0 Comments

Você costuma avisar que a lâmpada queimou?

Com certeza, é o que deve estar afirmando agora, eu aviso, eu faço a minha parte. Que bom! Quantas vezes você passa por um determinado espaço, seja o seu ambiente de trabalho, casa ou algum lugar do seu convívio e diz: “a lâmpada queimou”, você sai a procura de alguém e dá a notícia. Agora, refletindo sobre sua iniciativa, você realmente fez a sua parte?

By |24/10/2014|Ultimos artigos|0 Comments